10 Atitudes que podem estar atrapalhando você em seus relacionamentos

0
10 Atitudes que podem estar atrapalhando você em seus relacionamentos
10 Atitudes que podem estar atrapalhando você em seus relacionamentos
10 Atitudes que podem estar atrapalhando você em seus relacionamentos.

Todos queremos e procuramos por relacionamentos que nos tragam satisfação e realização, mas porque algumas pessoas por mais que tentem não encontram essa satisfação ou até um relacionamento que se mantenha, o que será que estamos fazendo de errado? nesse artigo foram separados 10 possíveis motivos que nos levam a não encontrar, ou manter um relacionamento, namoro ou até um casamento.

10 Atitudes que podem estar atrapalhando você em seus relacionamentos
10 Atitudes que podem estar atrapalhando você em seus relacionamentos

Você não é objetivo:

Por mais que a tecnologia tenha avançado muito nas últimas décadas, ainda não temos um aplicativo que leia pensamentos ou faça a vez de uma bola de cristal. Por isso é preciso utilizar uma ferramenta mais agradável e útil: o diálogo. É preciso expressar o que se deseja; suas vontades; o que precisa melhorar no seu relacionamento; o que espera do seu parceiro; essas coisas simples que nem o homem e nem a mulher conseguem adivinhar.

Você não sabe o que quer:

Já parou para pensar no que você quer? Antes de qualquer coisa é preciso conhecer suas próprias vontades para então expressá-las. Se nem você está convencido do que quer como irá convencer o outro? Identifique e aproprie-se de suas verdades para depois vender seu peixe.

Não praticou a abordagem:

Depois de aprender a se expressar e conhecer suas reais vontades, agora é preciso saber abordar o ouvinte. Persuadir alguém nunca é fácil, mas quando há um sentimento de afetividade no meio tudo se torna mais gostoso. Pratique sua abordagem avaliando o melhor momento para comunicar o que precisa.

Você não está preparado para a resposta:

Pratique sua abordagem se preparando para as perguntas e respostas contrárias e para a possível posição adversa que você poderá enfrentar. Sempre com maturidade e equilíbrio. Se seu cônjuge discorda das suas imposições ou hipóteses isso não significa que não há mais amor, apenas pensa diferente. Esteja preparada para enfrentar situações assim, elas irão aparecer com frequência e são mais positivas do que negativas.

Você não o torna suficientemente importante:

Qualquer indivíduo deseja ser amado, cortejado e se sentir importante para alguém, principalmente para a pessoa amada. Relacionamento é isso, doar-se ao ponto de fazer a outra pessoa se sentir importante o suficiente, amada o suficiente e completa por isso. Valorize seu companheiro, dê a devida importância que o seu relacionamento e seu amor merecem. Demonstre essa importância priorizando seus interesses em comum e investindo na relação.

Você é hostil e indireto:

Gostaria de conhecer alguém que se comunica com sucesso usando hostilidade e indiretas. Além de inútil, esse comportamento destrói a comunicação e a conexão entre o casal e logo, bem logo, o relacionamento também. No artigo Ciência comprova – As relações que duram mais dependem de 2 coisas básicas, escrevo como a bondade e a generosidade, em coisas simples como numa resposta, podem salvar seu relacionamento.

Você precisa deixar o outro distraído:

Não precisa ser um especialista em comunicação para conseguir prender a atenção de alguém em uma conversa. Basta ser um papo atrativo, interessante e descontraído que qualquer um de nós nem percebe o tempo passar e se vê envolvido pelo momento. De sermão ninguém gosta e logo o orador perde a atenção do público. Deixe suas conversas mais dinâmicas e atrativas indo direto ao ponto, fazendo uma graça aqui, propondo um agrado ali e certamente conquistará a atenção que procura.

Você perde a calma facilmente:

Quem nunca? Só não pode virar rotina, não é nada agradável conviver com alguém que constantemente perde a calma e se descontrola com facilidade. No processo de comunicação e de troca de informações, manter a calma e o controle da situação é fundamental para que aconteça com sucesso a comunicação entre o casal e você consiga manter o interesse dele pelos seus desejos.

Você banca a vítima:

Você é querida, amada, importante, forte e suficientemente capaz de conseguir o que quer sem precisar apelar para o “coitadinha”. Além de não ser nada atraente ainda assusta e afasta o companheiro ou o pretendente.

Você não prioriza os sentimentos do outro:

Qualquer um é capaz de cuidar dos próprios sentimentos, você não deve ser babá do coração da outra pessoa. Falar o que deseja, pedir o que está faltando não irá destruir o pobre “coraçãozinho”. Muitas vezes o que está faltando é uma chacoalhada no ego do bonitão ou no orgulho da bonitona. Não estou incentivando o desrespeito ou a falta de consideração com o outro, mas em certos momentos é preciso impor mais suas vontades, para não cometer o erro fatal de se anular para fazer sempre a vontade do outro.

Deixe seu Comentário, sugestão ou Duvida