Diet e Light, Qual a diferença?

0
Diet e Light, Qual a diferença
Diet e Light, Qual a diferença

Receita de Diet e Light, Qual a diferença?,Confira sete dicas e entenda o que é diet e o que é light:

Diet e Light, Qual a diferença?

Na hora da compra sempre surge a dúvida sobre os alimentos Diet ou Light, a maioria das pessoas não conhecem a diferença entre eles e acabam os consumindo de forma errada.

Os produtos Diet, são utilizados para fins especiais e são isentos de algum nutriente, como por exemplo, o açúcar, são indicados para as pessoas com diabetes ou com intolerância a glicose.

1.O que significa o termo light?
É um tipo de informação nutricional complementar e significa reduzido. Assim, um alimento pode ser “reduzido ou light” em valor energético, açúcares, gorduras totais, gorduras saturadas, colesterol e sódio. Para um alimento ser considerado reduzido ou light em valor energético ou algum nutriente é necessária uma redução de, no mínimo 25% no valor energético ou no conteúdo do nutriente objeto da alegação em relação ao alimento de referência ou convencional.

2. O que significa o termo diet?
O termo diet é usado somente em algumas categorias de alimentos para fins especiais, tais como alimentos para dietas com restrição de nutrientes, alimentos para controle de peso, e alimentos para ingestão controlada de açúcares. É preciso ter atenção, pois o termo diet não significa sempre ausência de açúcar no alimento.

3. Na hora da compra
Muita gente se confunde e pensa que o alimento (ou bebida) diet é totalmente sem açúcar, e que os produtos light não contêm gordura o que não é, necessariamente, verdade absoluta.

4. Rótulos
O boletim nº 33 da Senacon/Anvisa alerta para a importância da leitura dos rótulos dos alimentos de modo que o consumidor identifique, se for o caso, a presença de algum ingrediente ou nutriente que não possa ser consumido, ou deva ser consumidor em baixa quantidade.

5. Quantidades
Tanto alimentos diet quanto light não têm necessariamente o conteúdo de
açúcares ou energia reduzido. Podem ser alteradas as quantidades de gorduras, proteínas, sódio, entre outros. Isso torna ainda mais importante a leitura atenta dos rótulos.

6. Alimentos para fins especiais
O termo diet só pode ser usado em algumas categorias de alimentos para fins especiais, estabelecidas na Portaria nº 29/1998 da Anvisa. São elas: dietas com restrição de nutrientes, para controle de peso e para ingestão controlada de açúcares.

Entre os exemplos de produtos diet encontrados nos supermercados, e que podem usar essa expressão na embalagem, estão geleias para dietas, shake ou pó para o preparo de bebidas destinadas à redução de peso, e ainda pós para o preparo de sopas para dietas com restrição de sódio.

7. Consumidores em condições especiais
Portadores de diabetes, hipertensão, colesterol alto, doença celíaca, entre outras, devem ler atentamente os rótulos dos alimentos, observando a lista de ingredientes e as informações nutricionais obrigatórias.

Este é um blog de receitas e dicas sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Gostou? Curta nossa Página no Facebook e no G+ Assim você não perde nossas novas receitas e dicas, compartilhe para que mais pessoas possam conhecer essa receita.

[Total: 2    Média: 5/5]

Deixe seu Comentário...